domingo, abril 27, 2014

Eventos à vista!!!!

Bom, depois de ter aproveitado eventos em Santiago de Compostela e Porto, agora é hora de explorar os eventos nacionais...
Um evento fundamental para quem estuda Educação a Distância  é o ESUD. O 11° Congresso Brasileiro de Educação a Distância tem como tema "Pesquisa na EAD: reflexões sobre teoria e prática". O evento busca fortalecer a política de EAD no Brasil e socializar as experiências vividas no país.
Este ano a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sediará o Congresso, entre 5 e 8 de agosto de 2014.
A chamada para submissão de trabalhos está aberta até 12 de maio.
Portanto, vamos aos trabalhos!!!!
Aguardo vocês por lá!

terça-feira, janeiro 01, 2013

Revivendo 2012

Se eu tivesse que fazer um balanço de 2012 não seriam os projetos, eventos, pontos no lattes ou na progressão que eu contabilizaria...
Seriam os abraços que dei,
As vezes que molhei minha boca num beijo gostoso,
As vezes que ninei meus grandes e lindos filhotes,
As lágrimas que enxuguei nos amigos,
As vezes que não deixei a falsidade sobrepujar meus ideais, meus sentimentos, minhas vontades,
As verdades que precisei falar mesmo sabendo que iria doer em mim ou nos outros,
Os abraços que dei para consolar, para demonstrar a alegria de um encontro, a beleza de uma ação,
As vezes que falei "tu é fera!" ou "tá massa!" para um gesto competente e bonito de alguém junto a mim,
As lágrimas que derramei diante da miséria do mundo,
Os suspiros que dei ao acreditar em um mundo melhor,
Mas, a maior alegria que posso contabilizar, neste ano,é sem dúvida nenhuma, a vitória da minha mãe diante de uma doença tão cruel e implacável!
E, claro, de tantas outras pessoas amigas ou desconhecidas que lutam e vencem essa maldita!
As melhores coisas que aprendi foram na sala de espera do Hospital do Câncer de Pernambuco. Ouvindo e vendo aquelas pessoas que sorriam, apesar da dor, que baixavam o olhar abnegado diante da desgraça que é o serviço público, mas não iam embora. Não desistiam! Uma sala cheia, ou muito fria ou muito quente, mal cheirosa e desconfortável, mas era o caminho para o que pensamos ser "uma vida melhor", "mais saudável"...
Minha mãe, minha heroína, neste ano, renovou toda a fé que eu tenho. Apesar de seus 87 anos ela se mostrou uma gigante para mim. Quando eu era pequena e ela me protegia diante de um bicho, uma situação difícil, quando como ela beijava um corte em meu joelho que imediatamente parava de doer...
Ela me fez confirmar minha fé em um Natal, ou seja, no nascimento de um Salvador, no renascer da Esperança!
Sei que um dia ela se vai, como vamos todos nós. Mas ela não irá refém de uma velhice triste e decadente com uma doença tão cruel.
E, assim, eu reafirmo minha crença em tempos melhores, que a esperança pode fazer nascer mais amor, mais ideais, mais sonhos, pois, hoje sonho com mais um Natal, como o que pensei que não teria, no início deste ano: ao lado de minha amada e vitoriosa MÃE!

Que 2013 traga a esperança de um mundo melhor para todos nós!

terça-feira, maio 29, 2012

Dois anos: inventariando a genética!

Hoje faz dois anos que meu pai voltou ao eterno!

Fiquei com vontade de chorar de saudade, como quase toda vez que lembro dele... Mas, resolvi fazer diferente desta vez.

Desta vez decidi fazer um levantamento do que ele me deixou.

Quase todos os seus objetos pessoais foram perdidos na cheia que inundou Palmares em abril de 2010.

Assim, além da velha bengala que ele deixou em meu carro quando foi ao hospital pela última vez, qual terá sido seu espólio para mim?

Sem dúvida nenhuma o bom humor e o sorriso sempre na face.

Também o que tenho de simpática, devo a ele. A parte antipática nem falo, porque minha mãe poderia me passar um 'pedala robinho' fácil, fácil...

Gostaria de ter herdado seus olhos verdes, mas isso ficou com Cristina.

Mas eu herdei sua 'cor de canela'! Seu gosto pela música de fossa, seu paladar para uma cerveja gelada e seu interesse por uma mesa de bar e uma conversa mole ...

Também foi através dele que adquiri o gosto por ler! Mamãe me ensinou o valor do estudo, mas ele sempre gostou de ler romances, jornais, revistas, rótulo de margarina... qualquer coisa que tivesse um texto! Assim também sou eu!

Meu pai sempre foi um homem carinhoso. Sempre foi divertido e brincalhão. Gostava de cantar, olhando a lua e tomando uma cervejinha.

Meu pai também era manhoso, sorridente e chorão.

Esse é meu pai! 

Esse é um pedaço de mim!

Essa sou eu!


 

sábado, janeiro 21, 2012

Nós somos pessoas inteligentes sim! ou O poder do coletivo com os memes ou Luíza já voltou pessoal!



Você sabe o que são ‘memes’?
Pois é eles são uma febre nas redes sociais. Nesta semana um ‘meme’ tomou conta das redes sociais no Brasil inteiro e, então, muita gente andou comentando, criticando a favor ou contra o fato das pessoas ‘perderem’ tempo se divertindo com algo tão inútil (não pra Luíza, claro, que estava curtindo no Canadá... ou melhor... estudando...). Tem duas questões que eu gostaria de discutir sobre isso.
Primeiro: O fato é que nós ainda não compreendemos como somos poderosos na mídia, atualmente, com o fenômeno da Web 2.0 ou 3.0. Não percebemos e vamos usando este poder para fazer de coisas cotidianas, coisas fúteis (como o meme da Luíza); de fazer acontecimentos cruéis e desumanos, coisas sensacionalistas (como o meme da enfermeira que assassinou o cãozinho); e de fazer das redes um espaço de discussão e denúncia (aumento das passagens em Recife, aumento dos salários dos deputados, divulgação de desaparecimento de pessoas, divulgação e procura por informações sobre doenças, etc.). Ou seja, as redes nos proporcionam o poder de publicizar, divulgar, informar, influenciar a opinião pública e, até, ‘forjar’ a opinião pública. Será que é por isso que a mídia está tão preocupada a ponto de nos chamar de ‘burros’ por estarmos nos informando (entre nós mesmos) e nos divertindo sem precisar dela?
Segundo: esse comentário me leva à minha segunda questão. Porque somos menos inteligentes quando estamos nos divertindo? O meme da Luíza foi um meme sem pornografia, violência ou sensacionalismo. E nos divertimos a valer. Tá vendo dona Mídia? Nós nos divertimos com coisas simples. Mas... foi o coletivo quem criou a diversão... Então a mídia está com dor de cotovelo?
Conclusão: Estamos ficando cada vez mais poderosos com as possibilidades que as redes nos proporcionam. Não é à toa que os EUA estão batendo pesado nos sites de compartilhamento. Tudo bem... há uma discussão muito complexa aí entre compartilhamento e pirataria virtual... Mas, voltando ao nosso assunto... Podemos sim, usar as redes ao nosso favor para fazer coisas que a mídia não faz por nós como, por exemplo, ver as diversas versões dos acontecimentos, divulgar nossa opinião e conhecer a de outras milhares, milhões de pessoas... Podemos nos divertir com isso? Claro que sim! Nem por isso seremos menos inteligentes! Divertimento e crítica não são antagônicos!

domingo, outubro 16, 2011

Vídeos na sala de aula

Kátia e Pollyana Patrícia apresentaram no dia 10 de outubro um belíssimo trabalho sobre o uso do vídeo na educação.
Após um breve histórico sobre a chegada da televisão no Brasil e a introdução desta nas escolas, elas discutiram os argumentos para o uso da TV e do Vídeo nas salas de aula.
Muito interessante foi o percurso que elas apresentaram sobre a forma como a TV interagiu com os telespectadores desde os anos 60, passando de uma interação bidirecional, para uma um pouco mais interativa e, quem sabe, com a chegada da TV digital, uma interatividade mais efetiva e colaborativa.
Uma questão: será que a TV irá nos permitir essa possibilidade realmente?
Discutimos, em seguida, a influência dos programas na formação das crianças e adolescentes.

Agora, vejamos este vídeo.
Você acha que é um prosumidor?

 

segunda-feira, setembro 26, 2011

Máquinas de ensinar - Skinner

Hoje, na aula de Tecnologias da Informação e Comunicação para Educação, no curso de Pedagogia, Poliana e Cristina apresentaram o trabalho sobre Sites Educativos.
Neste trabalho elas citaram a discussão sobre as máquinas de ensinar de Skinner e apresentaram o seguinte vídeo.
Parabéns a Poliana e Cristina pela bela e produtiva apresnetação.
Aprendemos bastante!

quarta-feira, julho 13, 2011

Férias

Primeiro dia de férias!
Eita coisa boa!
Vou aproveitar para descansar, dormir, conversar com Marina e César (meus filhotes) para colocar as orientações maternais em dia, namorar bem muito, assistir aos filmes que não vi durante todo o semestre, me atualizar nas minhas séries preferidas, ler livros 'normais' como diz meu amigo Marcos Barros, tomar minha cervejinha geladíssima vendo o DVD de Elis Regina... Aiaiai, tanta coisa que eu quero fazer nessas férias...
Pois é, cheguei às 18h da universidade e, nos meus primeiros momentos de féris fui logo ligando o computador...
Preciso terminar a chamada para seleção para aluno especial do programa, tenho que colocar na página do programa, conferir as datas para envio dos trabalhos dos eventos da área, revisar os artigos dos alunos (e os meus também, né), analisar os dados da minha pesquisa que não tive tempo durante os últimos 3 meses... aiaiaia tanto trabalho eu tenho para as férias...
Não que isso seja uma tortura pra mim. Adooooro trabalhar, estudar, escrever, orientar, e tanta coisa que faço no dia a dia.
Eu não sei o que é melhor ou pior... Gostar tanto assim de trabalhar e se divertir tanto trabalhando...
Acho que nessa vida líquida as coisas são tão misturadas....
Será que misturar é apenas uma desculpa da tal 'sociedade capitalista' para justificar o trabalho integral?
Aff, tão tantas dúvidas existenciais que em vez de nos deixarem mais felizes porque temos uma 'certa' clareza da realidade, acabamos ficando infelizes por vermos mais claramente as misérias da vida.
Bom, mas agora não é hora de ficar infeliz, mas sim feliz porque, afinal, eu vou trabalhar muito mais contente NAS FÉRIAS!!! ;-)